No mês de conscientização sobre a epilepsia, neurocirurgião tira dúvidas em vídeo

Portal Casa Saudável
06/09/2015

Você sabe o que o pintor holandês Vincent van Gogh, o escritor russo Fiódor Dostoiévski e o brasileiro Machado de Assis tinham em comum? Além do excelente talento artístico e literário de cada um, os três eram conviviam com um mesma doença: a epilepsia, que atinge cerca de 50 milhões de pessoas no mundo. Um em cada 100 indivíduos têm a enfermidade. Em 50% dos casos, as causas são desconhecidas; em 75%, o início da epilepsia ocorre ainda na infância.

Na próxima quarta-feira (9 de setembro), nossa atenção se volta para o Dia Nacional e Latino-Americano da Epilepsia e, para conscientizar a população e acabar com o preconceito em torno da doença, o neurocirurgião Luiz Daniel Cetl, especialista em epilepsia pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), responde as dúvidas sobre sintomas, causas e tratamento no vídeo Epilepsia de A a Z.

“Um dos objetivos deste vídeo é esclarecer a população de que a epilepsia não se trata de uma doença mental e que existe controle e tratamento. O paciente com a doença pode e deve seguir suas atividades cotidianas. Vale lembrar que existem muitos pessoas com epilepsia que se destacam nas mais diversas áreas de atuação profissional”, explica Luiz Daniel Cetl.

Vale frisar que a epilepsia é uma doença neurológica crônica em que ocorre uma predisposição persistente do cérebro para gerar crises epilépticas. Isso ocorre devido a uma descarga elétrica excessiva de um grupo de neurônios localizado em dada região do cérebro.

Fonte: http://blogs.ne10.uol.com.br/casasaudavel/2015/09/06/no-mes-de-conscient...